Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts RMS em 8 ohms por canal

130
56685

Avalie este artigo
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4,75 - 4 votos)

Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts RMS em 8 ohms por canal

Obtenha de 90 a 130 watts reais (RMS) por canal com excelente qualidade de som e com recursos adicionais que nenhum outro amplificador do gênero pode oferecer:

Um circuito tonal de entrada com controle de graves, agudos e, além      disso, um mixer para guitarra e violão com efeitos especiais.
Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts RMS em 8 ohms por canal Circuitos Áudio
Esta é a grande oportunidade que você terá para montar seu próprio sistema de alta fidelidade de grande potência.
Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts 2 Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts RMS em 8 ohms por canal Circuitos Áudio
Com componentes fáceis de encontrar no mercado (2N3055) e layouts das placas, explicações técnicas passo-a-passo você não encontrará nenhuma dificuldade para construir e desfrutar.
Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts 3 Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts RMS em 8 ohms por canal Circuitos Áudio
Algumas características:
Potência RMS – 90 a 130 watts por canal
Potência de pico – 180 a 260 watts por canal
Sensibilidade – 900 mV RMS
Relação sinal/ruido – maior que 80 dB
Resposta de frequência – 20 a 80 kHz
Distorção – inferior a 0,07%
Impedância de entrada – 47 k ohms
Impedância de saída – 8 ohms

Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts 4 Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts RMS em 8 ohms por canal Circuitos Áudio
A muitos anos atrás montei e garanto que funciona muito bem.

Receba nossas notícias de eletrônica em seu e-mail. Cadastre seu e-mail no formulário abaixo para receber

A relação dos componentes está nos dois anexos para download assim como todos os detalhes para a montagem.

E com a colaboração do nosso colega Adryano, o download das placas em versão mais compacta e elaborada em PDF. Download:

Download PDF
Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts 5

Módulo de potência Profissional 90 a 130 watts 6

Obrigado pela colaboração.

Abraços

Nós recomendamos EasyEDA para Layout e fabricação de PCB
Protótipos PCB com rapidez e baixo custo - EasyEDA
10 pcs 2 layer somente $10,00, Cadastre-se grátis em EasyEDA e ganhe $5,00

Já está no Facebook então venha fazer parte do melhor grupo de eletrônica
Comentar via Facebook

130 COMENTÁRIOS

  1. amigo experimente acrecentar um resistor de 10 r 5w na saida se nao resolver experimente colocar um capacitor 102 n0 tr exitador

    • Montei um em 1996 mono te garanto galera o som é de altíssima qualidade agrada muito. Detalhe usando dois autofalantes de 8 homs o ganho do som dobra. Vale apena montar sem conversa mole.ok

  2. um detalhe pelo esquema original(revista radio e eletronica n 6 de 1985 esta faltando ai o circuito de proteçao que fica ligado onde esta as setas no esquema, apesar que pode ser montado sem ele… o trafo geralmente nao se acha para comprar atualmente, enrole ou mande enrolar saida 30 v com center tape(30 + 30) minino 3,5 amp

      • A Ibrape lançou um amplificador de 250 W e utilizava um trafo de 100 Volts por 10 Amperes . Levando isto em consideração eu utilizaria para uma maior segurança, no presente circuito, um trafo  de 3,5 A para 90 W e um trafo de até 7 Amperes para 130 W de saída, considerando o fator de três vezes maior para uma  ‘ margem de segurança ‘  . 

  3. Continuando esse pré feito por CCDB parece com a etapa de entrada da machine 1.8 2.0 MX com ajuste de ganho de entrada por trimpot obra de arte 

  4. amigos esse projeto é um espetáculo e sobre sua primeira publicação esse foi um projeto inspirado na revista RCA projetos de amplificadores isso na década de 70  e mais tarde passaria por uma pequena mudança como valores de transistores mais atuais para época e logo lançado pela revista MONITOR ano 79 e mais uma surpresa o CCDB cladio césar dias baptista ex-mutantes TERIA SIDO O RESPONSÁVEL dessa mudança  isso mesmo o famoso turbo compressor do CCDB saiu dessa mesma revista só que com modificações mais nasceu na mesma edição ele  na época não se interessou mais pois estava estudando outras obras de arte como nas suas publicações  NOVA ELETRONICA e as W-HORN JBL originalmente isso eu sei porque meu avó trabalhou no ramo de componentes eletronicos e conheceu o ccdb e ele disse montei todos os projetos da  RCA edição especial ele montou um desse para meu avo que encomendou que acoplou um pré mais tem um som incrível é o meu chodó   

    • Olá Wellington,
      Gostei muito do seu depoimento, estou com uma curiosidade enorme em ler este artigo. Estou pesquisando muito para descobrir em qual edição da Revista Monitor de Rádio e Televisão saiu esta publicação. Já descartei a edição de agosto, julho, junho e fevereiro de 1979. Você pode me ajudar? Em qual edição saiu este amplificador modificado por CCDB? 

      • amigo este artigo saiu primeiro foi na revista RADIO E ELETRONICA nª 6 de 1985, tambem vendiam o kit pl 90 que vinha tambem o folheto com o esquema completo –
        infelizmente nao estou achando as revistas Radio e Eletronica para baixar na net, tenho apenas a n 6 que tem a potencia, vi algumas no mercado livre a 15,00
        esta potencia é excelente, a minha montagem uso um pre da palmer com o integrado
        LS 4558 – para calibrar coloque o trimpot no minimo pois dependendo da posiçao ja queima todos os transistores quando ja for calibrar a amperagem!

  5. Pessoal ja montei este circuito diversas vezes por ter alta qualidade de som sendo classe a , quanto a questão da fonte e possivel trabalhar com tensões acima de 42 positivo e 42 negativo basta almentar a quantidade de transistores de saida de 2 para 4 ,deixo aqui minha dica no lugar dos 3055 substitui por 2sc 5200 no lugar dos bc substitui por bd no lugar dos bd substitui por d 401 e b 546 , desta forma ja montei este circuito com 60 positivo e 60 negativo por 10 amp , resultando 60%de aproveitamento do trafo por ser classe a resultando em torno de 300watts reais, espero ter ajudado voces

  6. Olá todos do te1. Gostaria da ajuda de vocês, pois montei o amplificador desta edição da Sabereletronica http://blogdopicco.blogspot.com.br/2011/01/revista-saber-eletronica.html . porem não consegui fazer o mesmo funcionar, na união dos resistores dos transistores fica sempre igual ao VCC e mesmo atuando no Trimpot não ajusta a tensão para 1,5volts abaixo da metade de VCC como outros amplificadores com fonte simples e acoplamento por capacitor… Quem poder ajudar desde já agradeço.

    Leia mais: http://www.te1.com.br/2013/09/montagem-do-amplificador-pl1050/#ixzz2wqM0IMi5
    © http://www.te1.com.br

    • A  tensão de retenção entre a base e o emissor de T3 sempre será de 0,7 Volts, portanto a tensão entre R11 e o cursor do trimpot sempre será a mesma. Uma maneira de resolver este problema é inserindo um resistor com um valor bem baixo entre o emissor de T3 e o coletor de T4, ou seja, o mesmo que um resistor em paralelo com R11. Por exemplo: O emissor de um transistor, estando ligado diretamente à alimentação SEM um resistor intercalado a tensão entre a Base e Emissor sempre será de 0,7 Volts. Similar ou idêntico à tensão de retenção de um diodo retificador. Algo como, dois diodos ligados em série a tensão de retenção entre ambos será de 0,7 V + 0,7V = 1,4 Volts . O problema é quanto às configurações de como foi projetado o Amplificador e se pode ser inserido um resistor emissor de polarização.   

  7. pessoal preciso de uma dica, queria saber porque que meu amplificador que montei fica com som rouco. liguei um violão nele mas os som fica rajando. preciso de uma dica que tiver passa aí por favor.

  8. Olá, Turma !! Um pequeno lembrete : Ao adquirirem transistores é aconselhável verificar as numerações no corpo dos componentes. se estiverem muito nítidas ou escritas de forma grotesca pode vir a ser transistores ‘ REMARCADOS’ ou seja, um transistor mais barato ( que não implica em sua qualidade mas sim nas suas exigências técnicas para a aplicação específica do seu uso )  . Infelizmente existe este tipo de artimanha no mercado, para obtenção de lucros. 

  9. Vejam, caros amigos. Pelo comentário do Geraldo, publicado em 3 de março de 2014 às 12:23 pm . fica bastante claro que, se a alimentação é de +42 V e -42 V  é NECESSÁRIO um transformador de até no máximo 30 Volts pois na filtragem a tensão passa para +42 V e -42 V pois, os 30 Volts passam a 42 Volts (  em 30 Volts multiplicado por 1,4 ( constante )) . E se fosse utilizado um transformador com saída de 42 Volts ficaria 42 Volts multiplicado por 1,4 resultando em um valor de  +58.8 Volts e -58.8 Volts .

    • é isso aí. concordo. estou usando um transformador de 30+30v e retificado ta elevado por volta dos 40 volts. você sabe se pode ser usado o tip35c?

      • Olá !  Pelas características técnicas tudo indica que pode ser utilizado o transistor tip35c no lugar do 2n3055 . //
        tip35c ( http://www.newtoncbraga.com.br/index.php/como-funciona/721-transistores-da-serie-tip-art086 ) //
        2n3055 ( http://www.projetostecnologicos.com/Componentes/Transistores/AltaPotencia/2N3055/2N3055.html ) //

  10. Bom dia !
    Eu projetei uma placa para este amplificador, é mais compacta pois os transistores de potencia estão fora da placa.
    Se o dono do site quiser disponibilizar o meu layout pra galera, me notifique via email !
    Montei ele e funciona direitinho ! Bate um somzão ! Estou montando ele numa caixa, vou usar como amplificador de contra baixo !
    Abçs e parabéns pelo site ! Nota 10 ! =)

  11. Pode ser tentado um capacitor eletrolítico de 10 μF em paralelo com o diodo zener D1 como medida para desacoplamento do estágio primeiro ( se for o caso ) ou alterar o valor de C3 até conseguir um resultado satisfatório, caso esteja ocorrendo um problema de realimentação de sinal.

  12. AMIGOS EU SINCERAMENTE ESTOU PARA DESISTIR DESSE AMPLIFICADOR! NADA QUE EU FAÇO FAZ ELE FUNCIONAR. MAS JÁ ESTOU COMEÇANDO A PENSAR QUE TEM ALGUM DEFEITO NESSE NOVO PROJETO DE PLACA. TENHO UM POUCO DE EXPERIENCIA COM TRANSFORMADORES MAS ESSE NENHUM DOS MEUS TESTES PARECE DAR A SOLUÇÃO NÃO SEI MAIS O QUE FAÇO SE ALGUÉM JA MONTOU COM A NOVA PLACA E FUNCIONOU ME AVISE. SE NÃO VOU TENTAR A ANTIGA!

    OBRIGADO AMIGOS.

    • Amigo essa placa pode ser confeccionada ,do jeito que você quiser pois cada um montador faz da maneira que achar melhor, grande ou pequena, ou média, levando em consideração a largura dos terminais dos transístores BC  e BD,S que são próximo um do outro. A fonte tem que ser simétrica,, do contrário, não funciona.. Quanto ao transformador, pode usar , 20+20, 25+25, 30+30, por 5 amp,.. respeitando o limite de tensão que o amplificador funciona, mas tem que ser fonte simétrica.

      • bom to começando a desconfiar que para usar o 2n3055 não posso usar 40+40 volts
        acho que dever ser por volta dos 25. ou no maximo 30 volts. porque não é possivel que aja algo errado com minha montagem. acho que tem algo a ver.

      • VEJA QUE O CIRCUITO É ALIMENTADO COM +42 V e – 42 V,isso não quer dizer que tem que usar um transformador de mesmo valor. Usa um de 30+30, ou 35+35, que funciona. Quanto ao 2N 3055, FUNCIONA MUITO BEM, EU MONTEI , COM ELE E FUNCIONOU. MAS VC PODE USAR OS TRANSÍSTORES DOS AMPLIFICADORES GRADIENTE OU SÍGNO…, 2SC-3281, POLARIDADE NPN, COLETOR POSITIVO, E O MESMO TRABALHA EM PÉ E É GRANDE,, FACILITANDO A MONTAGEM.

    • a fonte de 42v é simetrica, deve fazer a fonte com acoplamento, colocar capacitor cerâmico de 100n em paralelo com os eletroliticos, tomara que tenha ajudado.

  13. Pessoal montei esse amplificador novamente. parou de queimar os componentes porém quando ligo um alto falante só faz um ronco contínuo ruoooooooooooo. não encontrei nada em curto na entrada. se alguém tiver um palpite me da um toque. tentei um ajuste no trimpote e também não resolvel.

    No Aguardo.

Comments are closed.