Saiba projetar e calcular amplificadores de potencia de audio

25
743

Avalie este artigo
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Seja o primeiro a votar neste artigo)

Oi pessoal ,nessa série de artigos irei abordar os circuitos discretos porque é a verdadeira pratica da ELETRONICA ,o que alias poucos fazem aqui no mundo fora dos laboratórios das grandes corporações ,motorola,phillips, international rectifier e tantas outras produtoras das caixinhas pretas mágicas cheias de circuitos internos elaborados,pensados,com soluções algumas inteligentes e outras nem tanto por projetistas anônimos nos meandros dos laboratórios ,caixinhas pretas que atendem pelo nome de circuitos integrados e que nos colocam na posição de meros ligadores de seus pinos em inúmeros circuitos típicos ,circuitos de aplicação ,verdade que seu uso reduz muito o volume dos equipamentos e otimizam custos mas seu uso indiscriminado reduz tambem a criatividade do profissional de eletronica claro os voltados a projetos e “enferruja” o desempenho do homo eletronicus sapiens.Minha experiencia numa corporação americana por alguns anos me mostrou o que digo muito claramente o que achei lamentável ,alias o ideal dos investidores e presidentes era e continua sendo um mundo de ávidos consumidores dos seus circuitos e pagando muito dinheiro por eles e sem o trabalho externo ao CI porque praticamente qualquer um pode ligar seu pinos segundo um esquema fornecido e nem saberem o que tem dentro e queimou joga fora e compra outro esse é o mundo maravilhoso das grandes corporações que eu pasmem ajudei também na década de 70/80.Bem nem tanto ao mar nem tanto a terra a sabedoria está no caminho do meio ,aonde ficar muito grande e trabalhoso projetar um circuito para uma função determinada lança-se maõ dos CIs naquele setor e vamos em frente.Gente esse comentário se deve ao fato de que eu como um alucinado pela eletronica desde
infância gostaria de ver todos os interessados ,profissionais de todas as áreas da eletronica afiados na teoria e na pratica verdadeiros cracks ,espero que perdoe-me por essa manifestação super entusiasmada.Eu sempre adotei ao projetar um equipamento usar ao máximo dentro do racional e econômico os componentes discretos e componentes de fácil aquisição e os CIs os de uso geral quando possível claro evitando muitos CIs dedicados que as vezes na hora de uma reparação fica difícil quando não impossível a reposição,essa diretiva é mais para projetos que irão ser produzidos em série mas mesmo para produção artesanal se mostra boa também.Outra coisa importante é a confiabilidade do circuito ou seja a possível incidência de avarias ,isso se configura nos cálculos principalmente no critério das dissipações de calor dos componentes ex. o transistor x trabalha a y de potencia escolhe-se para essa função um transistor capaz de dissipar dentro da área segura (dados do fabricante) de 3xy ,5xy ou 10xy isso claro aplicado a todas as potencias dissipadas por todos os componentes do aparelho incluindo resistores e também á isolação de tensão dos capacitores esse critério se divide assim : 3x para equipamentos de entretenimento ,uso domestico 5x uso industrial e os critérios militares de 10x ou mais segundo normas específicas de cada classe de equipamentos com o fito de garantir um mínimo de risco de avarias,bem por hoje parece bom ,até o próximo.

Nós recomendamos EasyEDA para Layout e fabricação de PCB
Protótipos PCB com rapidez e baixo custo - EasyEDA
10 pcs 2 layer somente $10,00, Cadastre-se grátis em EasyEDA e ganhe $5,00

grupo Saiba projetar e calcular amplificadores de potencia de audio
Comentar via Facebook

25 COMENTÁRIOS

  1. ola tone preciso das voltagem dos capacitores eletroliticos do amplificador de auta potencia do projeto que usa os transistores 2n3055 e tambem da fonte do mesm e que tipo trafo devo usar, e o tipo resistor que faz a ligação com os transistores de potencia

  2. eu respondi essa pergunta pela caixa de entrada do meu email naõ sei se chega direto para vc ou se foi para o site ,acho que foi para o site porque teve uma resposta automática agradecendo o contato,o email ficou grandaõ devido a extensaõ da resposta ,naõ sei se será publicado aqui ,mas ao final da explanação te disse que em termos de qualidade sonora os melhores saõ os classe A baseados em power mos fet  e vou rabiscar um circuito pequeno de um módulo desse e te envio usando o irf630 /9630 que saõ faceis de encontrar e baratos ,pode encontra-los dentro de monitores analógicos antigos.,se naõ conseguires o email resposta me avise que envio de novo acho que salvei no gmail ok .abração

    • amigo piter pode enviar a sua resposta para o meu email que e jahr579(@)gmail.com acho pela sua resposta foi muito grande o dono do site achou melhor nao publicar mas valeu pela dica 

    • Olá Peter
      Desculpe estava de folga no feriado!
      Sim seu e-mail chegou na minha caixa, vou repassar ao Jorge!
      E pessoal vamos deixar o nosso amigo dar continuidade ao trabalho, com certeza será muitop importante aos interessados em aplificadores!

  3. adriel vc intende o que lê? naõ sou contra os CIs nem poderia se-lo , o que sou contra saõ os “tecnicos” que saõ só e apenas ligadores de pinos de CIs e se naõ tiverem CIs para usar ficam totalmente perdidos ,e creia naõ saõ poucos nessa classe ,em minha vida pelas fábricas de eletronicos no brasil e nos estados unidos ,.pois fui diretor tecnico de algumas na decada de70/80 pude ver um monte deles ,tanto aqui como lá ,alias mas lá do que aqui.Esempre é bom lembrar adriel se escola fizesse o aluno o mundo nunca teria um albert einstein.abraço grande.

  4. caro jorge essa estória é importante nesse trabalho ,mas pra frente vc vai entender,ok ismar é essa minha opiniaõ tambem os CIs saõ uma maõ na roda ,mas o que ponderei 
    foi sobre a CIbitolação de muitos no ramo ,sustentada muitas vezes por falta de conhecimentos teoricos mesmo ,e quero lembrar que essa série de artigos tem o carater extritamente prático com uso mínimo de altas teorias que saõ indispensáveis mas no dia a dia dos projetistas elas possibilitam o desenvolvimento de metódos mais rápidos de design de circuitos ,com essa série naõ pretendo de jeito nenhum recomendar o abandono do estudo a fundo e teorico ok,a pretensão é que esses metodos praticos animem mais os estudantes e eltroloucos que realizando mais rápido e de forma segura seus projetos se sintam mais motivados nos estudos e pesquizas.E claro dúvidas e comentários são essenciais e otimamente aceitos.

    • ta bom peter desculpa pela minha pressa e porque nao e de hoje que eu tava  em sites de eletronica  artigos sobre como fabricar seu proprio amprificador desculpa mesmo !

      • grande jorge aguarde que estou preparando material para os proximos .como desenhos 
        de circuitos e formulas simplificadas mas eficientes para calculo dos parametros mais significativos e tenho que evitar o que se vê muito na net ,muitas divagações teoricas e algumas pouco praticas ,desculpe a demora no prosseguimento da série mas naõ parece mas dá um trabalhaõ organizar tudo isso aqui ok ,abração  até mais.

      • peter uma pergunta que nao quer calar vc e um homen experiente nos projetos de eletronica  qual o melhor som valvulado ou transistorizado e se o senhor puder me dizer porq que um e melhor que o outro eu te agradeceria muito

  5. eu na verdade te apoio pelo fato de que devemos no caso desenvolver e montar nossos proprios circuitos, mas tem aqueles detalhes como a mão de obra, o tamanho do projeto,etec
    Esses dias eu no meu curso (eletronica senai 2 anos) chegaram pro meu professor (alias, um dos melhores que ja conheci) e perguntou se tinha como fazer um transmissor daqueles de radio controle tipo smd
    ele respondeu se ja existe a roda, pra que q eu vo inventar ela ?
    to falando, a falta de recurso impede muito, num he todo mundo q tem uma maquina de fazer ci

    • ele disse certo , que precisa muito investimento para se fazer algo muito barato , que não compensa,ma slegal mesmo sabe , vc monta algo discreto componentes comuns , então ai vc pode entender o transmissor em si como funciona, mas aoinda transmissores de potencia com componentes antigos e discretos, são bem interessantes , vc estuda em qual SEnAI, que tambem fiz curso mas em 1991 , me ajuda muito em tudo ate hj… vlw

      • sergio a respeito de “transmissores de potencia antigos e discretos” naõ existem ainda e taõ cedo parece naõ poder ter um CI de 10kW de potencia em ondas médias que seja 530a 1620 kHz o avanço que tivemos foi alguns desenvolvimentos de power mos fets de 1 a 5 kW ,na hora da globo am colocar seus 150 kW em 1220 khz no ar só com as “antigas” valvulas termionicas refrigeradas à agua e do tamanho de um bujaõ de gáz .

    • Andriel vc não faz ideía dos “professores” que existem por ai ,vamos seguir nesse raciocinio deste seu prof.bem se o CI 555 já existia muito bem utilizado um  ótimo timer etc.etc. porque fazer o 555 versaõ c-mos? porque gastar tempo e dinheiro fazendo as versões baixo consumo e mais rápidas do mesmo CI?  ,andriel sabe o que eu penso a uva que a raposa naõ pode alcançar ela diz para todos que esta podre .A proposito do excelente 555 uma vez para solucionar um circuito de sinal eletronico de transito programável que eu fiz eu usei o circuito do 555 e agreguei mais um controle com jfet no divisor de tensão que fixa os limiares dos comparadore e resolvi numa boa minha caranguejola ,mas montei mesmo com componentes discretos todo o circuito internodo 555 ,ou seja usei a ideia daqueles projetistas como base do meu circuito e coloquei um controle a mais que meu circuito (minha soluçaõ,minha criatividade)entendeu por melhor ,entaõ vê se voce entendeu é isso que defendo para nossos estudantes e profissionais e eletroloucos que tenham embasamento teorico (conhecimento) para poderem ser livres e criativos na pratica ,e naõ pixar os os CI que são produtos de alto conhecimento e criatividade sintonizados com a modernidade .um abraço e vamos conversar mais sobre a nossa paixão A ELETRONICA que eu gosto de dizer selvagem ,cascuda mesmo ok .

      • intão cara num me leva a mal, mas ai no teu caso vc usou um ci 555
        vou pegar outro exemplo de ci
        vc tem condições de montar um ci 4511 só usando transistores formando portas logicas ?
        he um tanto complexo pq cada porta he formada por no minimo 2 transistores dependendo da porta 
        foi em base disso q eu comentei, mas tamem num to julgando nada

      • naõ usei o ci 555 físico usei sim a ideia do circuito interno dele e fiz a alteração que eu praecisava ,já que a parte do circuito que eu precisava alterar naõ era acessível por fora (pelos pinos).Adriel o uso de um ci ou naõ em um determinado circuito que projetamos obedeçe a alguns critérios tais como:desempenho,oferta de mercado ,custos, confiabilidade ,e o mercado daquele tipo de equipamento ,e tempo de otimização e produção ,esses saõ os critérios e claro o bom censo deve sempre prevalecer ,em tempo adriel aprenda que a engenharia é taõ somente a fusaõ da inteligencia a criatividade ,o bom censo e a matematica,Grande abraço

  6. Olá Toni te agradeço muito por postar coisas interessantes pra nós que gostamos da eletrônica, fico feliz por haver pessoas assim como você, mas amigo, como faço para baixar essa parada do amplificador??????????????????????????????

  7. bom dia toni atraveis do seu artigo tenho baixado muitas coisas interessantes mas to curioso em projeto de amplifiadores de audios  sempre quis projetar um amplificador mas esse cara ta mais contando historia do que ensina a projetar um amplificador
     te agradeco ! vc ta fazendo um favor enorme para a turma da eletronica
    um abraco ! 

  8. Ola Peter,

    Tambem gosto de circuitaria discreta. Nao menosprezando os CI´s.
    Acho o LM3886 e TDA7294 muito bons, principalmente para quem nao quer esquentar a mufa com polarizaçoes, etc…
    Mas, os melhores amplificadores, ainda sao discretos, e, haja calculos e soluçoes para os problemas de intermodulaçao, transientes, distorçao de crossover, etc…
    A ideia é boa, vamos em frente…
    Se alguem tiver mais interesse, pode visitar o forum do DiyAudio. Vale a pena!!!

    Grande abraço a todos,

    • Ismar em audio a gente pode dividir em tres partes a eletro/acustica da reprodução ,a amplificação de potencia (PA) e o baixo nível misturadores,pré-amplis ,cada parte dessa tem seus “mistérios e ciencias próprias” mas a parte que é mais alquimica ,mágica saõ as mesas de som cada um fabricante tem seu som resultante sua figura de ruido in band e pink noise e termal noise e alguns conseguem caracteristicas excelentes com seus circuitos e outros naõ ,o design e montagem dessas mesas eu acho realmente fascinante e desafiador para o projetista é assunto para milhões de estudos e reflexões e conhecimento prático ,admiro muito esse pessoal das mesas ,eu naõ tive muita vivencia com o design circuital desses equipamentos ,mas acho fantastico os caras que se dedicam a elas.

      • Ola Peter,

        Concordo com voce!!!

        Tenho uma mesa de 8 canais da Stanner, uma de 8 canais da Ciclotron, etc… para os encontros barulhentos com a galera…
        As duas mesas teem o mesmo tipo de recurso, mas a da Staner é melhor e bem menos ruidosa e nao dá problema de conectores. A mesa da Ciclotron já troquei conectores e potenciometros.
        Claro que existem mesas e mesas. De qualquer forma acho elas maravilhosas, mesmo a mais simples. O visual dessas de 70, 80 canais etc… é chocante..um espanto!!!
        Saudade da Behring…

        Abraços

  9. Então Peter, legal tambem sou dessa epoca , desde infancia comecei com carrinho de pilha, fui me interessando , comprei Eletronica Junior e dai foi , SEnAI e tudo mais , então adoro eletronica discreta e projetos , ainda faço muita coisa artesanal e projeto , mas não deixo de conhecer os CIS , mas eu vejo e mais a parte interna dele , blocos para entender mais facil o funcionamento e por que queimou…

DEIXE UMA RESPOSTA